Hospital Mãe de Deus vence desafios de gestão e se torna referência

Transparência e integração de processos e informações entre assistência, prescrição, dispensação e faturamento reduzem custos, aumentam receita e garantem mais segurança ao paciente

A demora de quase 60 dias para a chegada da conta do paciente pós-alta até o faturamento era um dos principais desafios enfrentados pelo Hospital Mãe de Deus. Muitos eram os fatores que contribuíam com isso, entre os mais frequentes estava o registro inadequado das ações de saúde às quais os pacientes eram ou não submetidos. Além de erros e atrasos no preenchimento de guias e formulários durante o atendimento, faltavam registros de prescrição, checagem de medicamentos, justificativas sobre realização de procedimentos que não atendiam exigências de convênios médicos e planos de saúde, e, principalmente, ausência de processos completamente informatizados. 

Na tentativa de mudar o cenário e ter um controle mais efetivo dos processos, a solução era a contratação de mais profissionais, o que resultava em novos custos operacionais. Até que, com a necessidade de crescimento, o Hospital Mãe de Deus percebeu que precisava de outro tipo de solução. “Passamos quase dois anos criando réguas de decisão para contratar uma empresa de sistema de gestão hospitalar. Em 2006, identificamos a oportunidade na MV”, comenta Alceu Alves, diretor geral do Sistema de Saúde Mãe de Deus, que hoje é composto por outros hospitais e centros de atendimento. 

Segundo ele, a MV apresentou a melhor solução para o que mais interessava à instituição: rapidez; integração dos processos clínico-assistenciais com as áreas de suprimentos e faturamento dentro de um padrão único de operação, informação e gestão; e plasticidade para permitir que a estratégia de crescimento fosse acompanhada com qualidade e eficiência. 

Utilizando as soluções de gestão hospitalar da MV desde 2007, a instituição obteve controles mais adequados no faturamento e relatórios com informações mais precisas. Faturando mais de 35 mil contas/mês e reduzindo em mais de 60% o tempo médio entre a alta do paciente e o fechamento da conta no faturamento, conseguiu ao longo desse tempo quase triplicar a receita. Considerado a maior unidade de saúde privada prestadora de serviço ao setor público no Estado, o Hospital Mãe de Deus tem as duas acreditações máximas, ONA III e Joint Commission International, e a Certificação Planetree, que sistematiza o cuidado com os pacientes e familiares do ponto de vista da humanização e espiritualidade. 

Atualmente, com 22 unidades assistenciais, mais de 1.400 leitos e uma operação de cerca de R$ 850 milhões/ano, o Sistema de Saúde Mãe de Deus passou a trabalhar sob uma gestão corporativa com processos transparentes entre a assistência, a prescrição, a dispensação e o faturamento. Quando um procedimento é prescrito, automaticamente o médico é notificado sobre a necessidade de solicitação de autorização; quando um medicamento que requer laudo é receitado, também é informada a necessidade de preencher e assinar documentos. Assim, com a parametrização de outros alertas automáticos, o sistema de gestão da MV apoia o alcance de melhorias na qualidade assistencial e na segurança do paciente. “O sistema permite que se faça uma rastreabilidade fantástica a respeito do que acontece com os pacientes, com o desempenho das nossas especialidades e dos nossos médicos. Hoje, se tem muito mais domínio sobre a operação e o que efetivamente precisamos melhorar”, diz Alceu Alves. 

Em pouco mais de um ano de uso do sistema, foram observados controles mais precisos sobre processos, melhorias no tempo de entrega das contas ao faturamento, aumento do fluxo de caixa, rastreabilidade e segurança de que tudo que foi produzido foi faturado, tudo que foi entregue foi cobrado e tudo que foi glosado foi recursado, recebido ou acatado. “Temos a certeza de que acertamos na escolha pela MV. A saúde continuará sendo uma área de grandes desafios e, certamente, o maior deles dentro do processo de crescimento é conseguir, cada vez mais, levar uma assistência à saúde para a população com mais qualidade e segurança.” 

O sistema permite que se faça uma rastreabilidade fantástica a respeito do que acontece com os pacientes, com o desempenho das nossas especialidades e dos nossos médicos. 

Alceu Alves - Diretor geral do Sistema de Saúde Mão de Deus 

BAIXAR CASE
;