Assine nossa Newsletter e fique por dentro de tudo sobre TI e saúde

Fechar

Cadastro realizado com sucesso.

Fechar

Este não é um endereço de e-mail válido. Verifique o preenchimento dos campos e tente novamente.

Fechar

Hospital Unimed Recife III usa a TI como melhor aliada na gestão e no diagnóstico assertivo

Produzido em 20/12/2016

Implantadas no início da operação do centro de diagnóstico por imagem, soluções de medicina diagnóstica da MV melhoram cada vez mais a eficiência operacional do hospital

O Hospital Unimed Recife III foi inaugurado em 2012 na cidade do Recife-PE com processos assistenciais e administrativos totalmente eletrônicos. E o Centro de Diagnóstico por Imagem, que entrou em operação no mesmo ano, não poderia ficar tecnologicamente para trás no hospital que é considerado um nativo digital. Tendo a TI como a melhor aliada na gestão e no diagnóstico assertivo, a instituição de saúde implantou as soluções de medicina diagnóstica da MV à medida que equipamentos eram adquiridos.

O Radiology Information System (RIS) foi a solução que automatizou toda a gestão do fluxo da clínica radiológica do Hospital Unimed Recife III. Armazenando, recuperando e distribuindo informações, administrativas ou médicas, o RIS agiliza processos e reduz a incidência de erros desde o agendamento e realização de exames até o laudo e entrega de resultados. Com a solução, as equipes médicas são capazes de rastrear todo o caminho percorrido pelo paciente, acompanhando as informações dos exames realizados e a evolução do tratamento.

Já o Picture Archiving and Communication System (PACS), sistema que digitaliza, processa e armazena imagens médicas, permitiu que exames realizados nos equipamentos de Raio-X, Ultrassonografia, Tomografia, Ecocardiograma, Endoscopia/Colonoscopia e Hemodinâmica fossem automaticamente gerados e convertidos em arquivos digitais para visualização, manipulação e cruzamento de dados. De acordo com a médica radiologista coordenadora geral da área de Medicina Diagnóstica do hospital, Ana Carolina Chiappetta, utilizar sistemas para visualizar imagens, preparar laudos e ter acesso ao histórico de pacientes é uma riqueza. “Com o avanço dos equipamentos diagnósticos, obtivemos um maior montante de exames. Sem o uso da tecnologia, seria inviável o processamento de todas as informações, o que geraria uma grande perda na agilidade diagnóstica. Além disso, tentar controlar as informações sem o auxílio de ferramentas tecnológicas poderia acarretar falhas, então as soluções garantem maior controle, conforto e segurança.”

No Centro de Diagnóstico por Imagem do Hospital Unimed Recife III são realizados mensalmente mais de seis mil atendimentos. Para garantir mais eficiência operacional por meio do número reduzido de exames impressos em filmes radiográficos, do uso de arquivos digitais para visualização de imagens e preparação de laudos e da transparência de informações que impactam em custos, outras soluções MV foram implantadas. “Os sistemas que trabalhamos não permitem que um processo seja concluído sem que sejam inseridas todas as informações necessárias. Por exemplo, quando fazemos uso de um contraste de alto custo, é importante para o hospital que justifiquemos o uso. Se o processo fosse manual, a informação poderia se perder, por diversos fatores. Com a tecnologia, percebemos maior envolvimento e atenção do médico”, diz Ana Carolina Chiappetta.

Recentemente, entrou em operação o módulo Cockpit, solução MV que, integrada ao RIS, agrupa em uma única tela ferramentas necessárias para preparação de laudos de forma simples e rápida promovendo maior produtividade. Com o Cockpit, o médico imagiologista é capaz de navegar, por exemplo, no ambiente do Prontuário Eletrônico do SOUL MV, quando o paciente é interno do hospital. “Ao nos deparamos com um achado crítico de imagem, abrimos uma ferramenta no sistema e com um marcador sinalizamos ‘bandeira vermelha’. Isso funciona como um alerta do médico do centro de diagnóstico para o médico hospitalista, que visualiza a sinalização no PEP”, diz a médica.

Utilizando as soluções MV também na área clínico-assistencial, a tecnologia da informação é recurso fundamental na operação do Hospital Unimed Recife III. Englobando normas, processos, protocolos e reunindo dados que funcionam de forma articulada para facilitar o desempenho positivo da instituição, as soluções MV contribuíram para que a instituição alcançasse o status de hospital digital, que preconiza a aplicação do mais alto nível de TI e de mecanismos de segurança para fornecer os melhores cuidados médicos.

Faça aqui o download deste case.

Depoimentos

  • Tentar controlar as informações sem o auxílio de ferramentas poderia acarretar em falhas, então as soluções tecnológicas garantem maior controle, conforto e segurança.

    Ana Carolina Chiappetta
    Ana Carolina Chiappetta Coordenadora geral da área de Medicina Diagnóstica

Características

Atendimentos Mais 6 mil por mês
Tipos de exames Raio-X, Ultrassonografia Geral e Vascular, Tomografia, Ecocardiograma, Endoscopia/Colonoscopia

Outros Cases

filtrar por